Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

TRÊS DÉCIMAS AO ESPANTO

23.09.15 | Maria João Brito de Sousa

digitalizar0012.jpg

 

Deste espanto de pensar,

deste imenso desconcerto

de, olhando a morte de perto,

poder pela vida optar,

ainda que pr`a adiar

um final que dei por certo,

no dia em que, em grande aperto,

ela me tentou levar

e eu lutei pr`a conquistar

o espanto em que hoje desperto,



Bem como este de acender,

na luta de cada dia,

toda a chama de energia

que esse espanto conceder

e deste, de conceber

a batalha que se adia

mal a vida a contraria,

mas que faço por vencer...

Do mais, que eu nem sei dizer,

nasce, em espanto, a Poesia



Pois, cada verso que canto,

sendo ao espanto dedicado,

me parece estar espantado

por ter-me espantado tanto...

Não fosse, porém, o espanto,

que o tivesse originado,

como é que um verso, acossado,

se imporia se, em quebranto,

nascesse afogado em pranto,

em vez de em espanto gritado?





Maria João Brito de Sousa - 23.09.2015 - 17.02h

 

2 comentários

Comentar post