Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

SOU UM POÇO POR ENCHER...

26.09.20 | Maria João Brito de Sousa

21318815_1686305758060698_5840226290405709993_o.jp

 

SOU UM POÇO POR ENCHER

*

"Desde os tempos de criança"

Que me recordo de ser

Bicho livre, fera mansa

Que se não deixou prender...
*

Estou, porém, presa a valer

"Desde os tempos de criança"

Aos versos que ousei escrever

Como quem nunca se cansa
*

De pesar-se na balança

Do que deve, ou não, fazer...

"Desde os tempos de criança"

Que vivo para aprender
*

Pois não me basta saber

O pouco que aqui se alcança;

Sou um poço por encher

"Desde os tempos de criança"!
*

 

 

Maria João Brito de Sousa - 26.09.2020 - 18.05h
*

Quatro quadras a partir de um verso/mote de Teolinda Marreiro

Poema criado para um desafio no site Horizontes da Poesia

2 comentários

  • SONETO EM VERSO HENDECASSILÁBICO
    *
    A maldadezinha, não sei se em mim cabe,
    Só mordacidade de mim se avizinha
    Quando estou sozinha... e que bem me sabe!
    Não terei maldade, mas não sou santinha!
    *
    Não serei mazinha, nem terei vaidade;
    Serei, na verdade, como a ribeirinha
    Que corre à beirinha do que mais lhe agrade...
    Não fui ao Arade, nem pesquei sardinha
    *
    E não me entretinha ler monsieur de Sade
    Nem tive vontade de o meter "na linha",
    Antes ia asinha, fugindo à saudade
    *
    Ver se, em realidade, havia na cozinha
    Roscas de farinha e barrigas de frade...
    Não tenho maldade, nem sou boazinha!

    Maria João - 27.09.2020

    Forte abraço, Rogério
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.