Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

SALMOURA

09.02.15 | Maria João Brito de Sousa

digitalizar0015.jpg

Poemas tão pessoais...

Mais parecem testamentos,

Relatos, débeis lamentos

Cheios de anseios e de “ais”

Que – juraria! - jamais

Preencheriam talentos

Dos grandes, dos sempre atentos

Às lacunas dos demais,

À justiça, aos animais

E à grandeza de uns portentos

 

Que sabem, fazem, produzem

As maravilhas sem par

Que sempre irei venerar

Porque me espantam, seduzem

E tantas vezes reduzem

O muito que julguei dar

À pequenez do meu lar,

Aos versitos que aqui luzem

Esperando que outros os usem,

No pouco que ousei criar...

 

Outro “bem” que me escasseia,

Por mais que esqueça a saudade,

É o que vem dessa idade

Em que, nem bela, nem feia,

Dava mais “fruto” que “ideia”...

Hoje, se a dor me rodeia,

Mal uma sombra me invade,

Espero, enredada na teia,

A bênção de uma boleia

De um poema... ou da vontade!

 

 

Maria João Brito de Sousa – 18.01.2015 – 14.29h

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.