Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

PAPÉIS VELHOS

26.10.17 | Maria João Brito de Sousa

 

_papelada-e-burocracia1.jpg

 

PAPÉIS VELHOS
*

(Décimas)



Ela é tanta, a papelada,

Que a casa está do avesso

E em cada papel tropeço

Meia desequilibrada...

Da roupa, toda espalhada,

Nem vos falo e reconheço

Ter a doença alto preço:

Nada faço e estou estafada,

Velha, rota, amachucada,

Como os papéis do começo...

*

Quase na terceira idade,

Tenho de andar de bengala

E ao peso de uma só mala

Curvo a própria identidade

Porque a força se me evade

E perco sorriso e fala...

Doença não é cabala

E não será por maldade,

Foi a hereditariedade,

Por isso a voz se me cala

*



Que esta trama das heranças

Tem muito que se lhe diga:

Se, no bom, a muito obriga,

No mau, tal como as finanças,

Faz sempre as suas cobranças,

Não se mostra nada amiga

E, sem culpas, nos castiga

Sem nos dar grandes esp`ranças

De curas ou de bonanças...

Herdei, mas fiquei mendiga!

*

Certo foi, também, que herdei

Grandes riquezas, não nego,

E deste meu desapego

Devo dizer que gostei,

Bem como o pouco que sei

E o muito desassossego...

Mas vê-se um poeta grego

Se penar quanto eu penei!

E agora? O que farei

Com este olhar meio cego?

*

Papelada, papelada,

Velha e rota como eu estou,

Que destino é que te dou,

Se há que manter-te guardada

E já nada cabe - nada! -

Na casa que me (a)guardou?

Como tu, afinal, sou:

Ando toda amarrotada

E tenho a casa ocupada

Pelo que de mim sobrou.

*

 



Maria João Brito de Sousa – 26.10.2017 - 11.50h