Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

O MEU NOME

04.08.17 | Maria João Brito de Sousa

digitalizar0008.jpg

 



Sou João. Se vês Maria

Precedendo o meu João,

Não tem esse outra razão

Senão... a burocracia

Que nunca permitiria

A meu pai, homem bem são,

Que quebrasse a tradição

Que para os sexos havia...

Hoje, tudo a contraria

Mesmo quando o faz em vão...



Bazilio, vem-me da mãe

E surge, agora, com “z”

Sem que eu perceba porquê,

Nem que graça é que isso tem

Pois com “s” se mantém

Sempre que o possa escrever;

Dizem que logo ao nascer

Ficou escrito... e estava bem,

Por isso o “z” me convém...

Mas isso depois se vê!



Vem-me o Brito de meu pai;

Trouxe a pintura consigo

E é, por isso, um nome amigo,

Um nome que se não trai,

Que nunca oscila, nem cai,

Como é próprio de um abrigo,

Muito qu`rido, muito antigo...

Deixai-o ficar, deixai,

Porque é firme e não se esvai,

Nem foge ao primeiro p`rigo.



O “de” surge a harmonizar,

Nunca serviu pr`a mais nada,

Mas... a coisa harmonizada

É bem melhor de se olhar!

Del` não consinto abdicar,

Nem que me sinta obrigada

A assinar-me abreviada;

Esse “de” tem de constar!

Sou mulher pr`a me zangar,

Se por isso for “gozada”...



Sousa... quem sou eu sem Sousa?

Uma poeta qualquer?

Uma tonta? Uma mulher

Que ousa demais só porque ousa

Pôr, no papel ou na lousa,

O João... se lhe aprouver?

O Sousa deu-me o saber

E a paz em que hoje repousa...

Deu-me tanto e tanta cousa*

Que as nem posso descrever!



Maria João Brito de Sousa – 04.08.2017 – 13.06h

 

 

* António de Sousa, o meu avô poeta, nasceu no Porto, na Calçada das Virtudes.

 

À Helena Teresa Ruas A. S. Reis que me inspirou estas décimas.