.EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...
Quarta-feira, 13 de Setembro de 2017

GLOSANDO UM MOTE DE RAYMUNDO SALLES

Chagall_Over_Village_1924a.jpg

 

Mote

 

Falar da trova a contento,

Tem se tentado de tudo,

Transcende o nosso talento

Sua beleza, contudo.

 

Raymundo Salles (Brasil)

 

Glosa

 

Se respondo, ou se o não faço,

Se me tento, ou me não tento,

Nunca o sei, nunca o lamento,

Nem tampouco me embaraço,

Pois há sempre este cansaço

Que me torna o verso lento,

Por muito que, havendo intento,

Se me evada o gesto lasso

E eu consiga, passo a passo,

“Falar da trova a contento”

 

Pode ser que sim... ou não,

Que em versejo, assim, “chorudo”,

Bem poucas vezes me iludo,

Nem, perdida em confusão,

Deixo de dar, à Razão,

Honras de ouro e de veludo

Quando alguém, num espanto mudo,

Vem pedir-me opinião

E afirma, numa aflição;

“Tem-se tentado de tudo”!

 

Sei que, por vezes, nos falta,

Na estrofe, o discernimento

Que conduz poeta atento

Ao que em poema se exalta

Se cada sílaba assalta,

De rompante, o sentimento,

Como a luz que ao firmamento,

Todo inteiro, sobressalta

E por estar no céu, tão alta,

“Transcende o nosso talento”!

 

Porém... tentemos, ainda,

Mudar um verso”bicudo”,

Noutro mais grave e sisudo

De que um leitor não prescinda

Em melodia tão linda

E que, a ele, o torne mudo,

Já rendido e, sobretudo,

Preso à luz, que nunca finda,

Dos mistérios que deslinda

“Sua beleza, contudo”...

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 09.02.2015 – 10.00h

 

Imagem - "Over the Village" - Chagall

 


rematado por Maria João Brito de Sousa às 15:29
link do post | remate | adicionar ao produto final

.OS PORQUÊS...

.pesquisar

 

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. ANEDOTA EM REDONDILHA MAI...

. TRÊS DÉCIMAS A UMA SEDE S...

. O MODERNAÇO

. IMPACTO AMBIENTAL

. "CONSUMMATUM EST!"

. NÃO ESTAMOS SÓS? - ENCÉL...

. SE A DUQUESA CRUZA A PERN...

. CROCÂNCIAS & TEXTURAS

. ERA UMA VEZ....

. UMA DÉCIMA A UM PARAFUSO ...

.ARMAZÉNS DO FUTURO

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.PROMOÇÕES:

. OBITUÁRIO

. CONCEBO CARTAZES

. "STACCATO"

. Momento Poético - 89

. LEITURAS CIRCULARES DE UM...

. ...MEU TEJO, MEU TEJO...

. Diversidades | Faróis Con...

. ERA UMA VEZ....

. CROCÂNCIAS & TEXTURAS

. QUATRO SONETILHOS A CATAR...

.links

.subscrever feeds