Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

A VERMELHO! - Resposta de uma portuguesa pobre ao famigerado hino da mocidade portuguesa, em pleno Abril de 2014

08.04.14 | Maria João Brito de Sousa

 

 

1

Cá vou eu, num pranto infindo,

Chegando, chegando enfim,

Ao final de um sonho lindo

Que outro Abril criou pr`a mim…

 

2

Lá vou eu, já estou sentindo

Que o país se está perdendo

Se, nisto, for persistindo!

 

3

Ó servilismo letal

Que em roxas névoas te traças,

Vai-te deste Portugal!

 

4

Crer é querer quando enfrentamos

A astúcia dos nossos amos

Com lucidez, mas com “raça”!

 

5

Erga-se a voz conturbada

De um povo que se agiganta,

Sopre, ao vento, a bruta infâmia

Dos que, não fazendo nada,

A tornaram permitida

E, com ela, como insânia,

Gente que nunca quebranta,

População revoltada

Por milhares constituída,

Sublevação pela vida!!!

 

6

Que seja nossa divisa

O que a gente já não tem

Quando, assim, desde as raízes,

Nos tornam gente indecisa

Que é tratada com desdém!

Haja força que nos faça

Lutar pr`a sermos felizes!

 

7

Crer é querer quando enfrentamos

A astúcia dos nossos amos

Com lucidez, mas com “raça”!!!

 

 

Maria João Brito de Sousa – 08.04.2014 – 15.08h

 

 

NOTA – Toda a construção formal do poema original foi respeitada, incluindo a métrica e a divisão silábica, bem como o esquema rimático.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.