Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

NO SOLSTÍCIO DO COSTUME...

13.07.10 | Maria João Brito de Sousa

 

Meu amor, espero por ti

À hora menos provável

Do solstício do costume…

Nesta boca, que sorri

Num trejeito inconfessável,

Trago gelo, em vez de lume…

 

Do meu abrigo invisível,

Não sei senão perscrutar

Sinais de um outro universo…

Sei, pobre amor impossível,

Não te poder ofertar

Um desamor mais adverso!

 

Espero, portanto, por ti

À hora menos provável

Do solstício do costume…

Ai, amor, quanto eu me ri

Deste encontro/inencontrável

Sem desejo e sem ciúme!


Não te traço o meu perfil;

Não te darei quaisquer pistas

Pr`a que possas encontrar-me…

Meu convite é um ardil

E o que eu quero é que desistas

Ou nem tentes procurar-me…


Mas, a bem das aparências,

Meu amor, digo que espero

Muito embora te não queira…

Amor, as tuas ausências

São tudo aquilo que quero;

Tudo o mais… é brincadeira!

 

 


Maria João Brito de Sousa – 11.07.2010 – 09.17h