Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

POEMAS DE PUNHO EM RISTE

29.06.10 | Maria João Brito de Sousa

 

Vem ler-me, amigo, não temas

Poemas de punho em riste!

Eu só te trago estes temas

Porque tu próprio os pediste…

 

Poemas são libertários

- está na sua natureza… -,

Pedem pão, querem salários,

Protestam contra a pobreza…

 

Por isso, amigo, não estranhes

Se também disso eu falar

Sabendo, embora, que ganhes

Muito mais do que eu ganhar…

 

Palavras, leva-as o vento

E eu pouco mais sei fazer,

Mas trabalho o meu talento

Nos versos que aqui escrever.

 

Decerto aceitas palavras…

Eu mais não tenho pr`a dar

E tu que constróis, que escavas,

Podes até protestar,

 

Podes pensar que não faço

Metade do que fizeste,

Mas, amigo, este meu braço

Já deu tanto quanto deste.

 

Não tenho nada a perder,

Portanto digo a verdade

E, em vez de repreender,

Vem ler-me à tua vontade!

 

Encontrarás, com certeza,

Palavras que sempre ouviste,

Mas, repara… que surpresa!

Trazem sempre um punho  em riste!

 

 

Maria João Brito de Sousa, 28.06.2010

2 comentários

  • Olá, Fá! Estas nasceram-me por causa do momento político que se aproxima, penso eu... às vezes os poemas nascem-me nem eu sei explicar de quê, mas estes enquadram-se muito bem neste período de pré-campanha eleitoral e penso que, de alguma forma, foi este o resultado do momento histórico que estamos a viver. São as marcas da crise, no seu melhor :))
    Abraço grande!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.