Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

METADE DE TI

14.12.09 | Maria João Brito de Sousa

Olha!

Reconheces-me ainda

Na maçã de todas as noites de desejo?

Reconheces-me agora

No nardo puro que derramei no teu cansaço?

Reconhecer-me-ás depois

Quando o teu filho te souber olhar nos olhos?

 

Olha!

Repara que continuo serena e imutável.

Repara como oscilo entre a verticalidade

Da minha fé e a horizontal do teu desassossego…

Repara em mim!

Repara em mim que sempre estive à tua espera

No desconforto do parto, na saudade da partida,

Na urgência dos sentidos e na solidão da viuvez…

 

Repara!

Nos sulcos que as lágrimas me lavraram na face,

No ventre sempre em flor que te dei na Primavera,

No seio que te ofereci quando menino e homem,

Nas mãos que, dia a dia, te amassaram o pão…

 

Repara,

Repara em mim! Filha, companheira, irmã e mãe…

Eu sou essa metade de ti que não conheces!

 

 

 

 

2 comentários

  • Eu também deixo a pena correr nos sonetos, Fá... não gosto de jurar. Sei que não devo... mas garanto que os sonetos também fluem como se de música se tratasse. Estes nascem-me da mesma maneira, não sei porquê... tal como penso que nunca saberei ao certo por que motivo me apaixonei pelo soneto, na Páscoa de 2007. Já o conhecia tão bem e nunca me tinha passado pela cabeça escrever um único... olhe, foi como se a máquina das pipocas começasse a funcionar de repente :)))
    Bjo!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.