Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

http://asmontanhasqueosratosvaoparindo.blogs.sapo.pt

EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...

A CEIA DO POETA II

15.04.17 | Maria João Brito de Sousa

picasso the frugal repast 1904.jpg

Décimas

 

São cinco e meia da tarde,

Mas o Sol arde num grito

Sobre um esboço de infinito

Que eu espero que alguém me guarde,

Sem choros, nem grande alarde,

Sob um bloco de granito…

Espero, espero, mas… hesito,

Sabendo bem que o Sol arde,

Sei que às vezes sou cobarde

Quando o fito, ou porque o fito…

 

Como não esperar de alguém

Essa mesma hesitação,

Quando eu, com tanta paixão,

Chego a hesitar, também?

E quem sabe o que lá vem

Desta humana condição,

Quando o que trai um irmão,

Também trai o pai, a mãe,

E tudo o que lhe convém,

Sem consciência da traição?

 

Nesta tarde, às cinco e meia,

Quanto ficou por nascer

Do que alguém tentou escrever?

Quanta estrofe é mera ideia?

Nos quadris de cada aldeia,

Quantos versos por colher?

Que rimas, das de comer,

Sobram de um poeta, à ceia?

E, se já nada o refreia,

Parará quando morrer?

 

Maria João Brito de Sousa – 15.04.2017 – 11.44h

 

"Le Repas Frugal" - Pablo Picasso