.EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...
Terça-feira, 8 de Agosto de 2017

WALDEINSAMKEIT

waldeinsamkeit.jpg

 

(Décimas)



Dona de nenhum bocado

Daquilo que me não dei,

Sinto bem mais do que sei

E encontro, por todo o lado,

O meu bosque engalanado

Por tons com que o não pintei...

Se em verso o recuperei,

Ramo a ramo, recriado,

Nem um ramo me foi dado,

Fui sempre eu que os conquistei



E em cada tronco que vejo,

Surge um braço que me estende

Folhas que o vento não fende,

Mas fustiga em franco adejo...

Então cresço! Não fraquejo,

Porquanto a raiz me prende;

Tudo, em mim, me surpreende,

Quando, exposta, me protejo

E de casca me cravejo

Como se árvore, ou duende...





Maria João Brito de Sousa – 08.08.2017 – 20.15h




*Waldeinsamkeit é uma palavra alemã que, tal como a nossa palavra “saudade”, não tem tradução numa única palavra de outras línguas.

Alguns autores traduzem-na pela expressão”sensação de estar sozinho numa floresta”. Por mim, prefiro substituí-la pela expressão “sensação de se ser uno com uma floresta”.

 

 


rematado por poetaporkedeusker às 20:28
link do post | remate | adicionar ao produto final
|

.OS PORQUÊS...

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
28
29
30


.posts recentes

. SOLIDÃO

. GLOSANDO UM MOTE DE RAYMU...

. POETANDO

. SEM SAIR DO MEU LUGAR

. O PRIMEIRO ESPINHO

. CINCO QUEDAS POR MINUTO.....

. POR TER SEDE, FUI À FONTE

. CHUVA DE AGOSTO

. PERPETUUM MOBILE

. COM MEUS VERSOS...

.ARMAZÉNS DO FUTURO

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.PROMOÇÕES:

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.links

http://www.avspe.eti.br/poesias/MariaJoaoBritodeSousa/Poesias.html http://www.avspe.eti.br/poesias/Sonetilhos.htm

.Remates

.subscrever feeds