.EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...
Sábado, 30 de Julho de 2011

VIRÃO DE TODOS OS CANTOS!

 

Vejo chegar um operário,

Uma professora, um monge…

Vêm de perto e de longe

E alguns nem têm salário

 

Vêm mais; são multidões

Que, enchendo as veias das ruas,

Depressa as tornam tão suas

Como as letras das canções

 

São todos os que produzem

E os que o não podem fazer

Apenas por não saber

Evitar que outros os usem

 

Vêm de todos os lados

Lembrar que a democracia,

Se neles se consubstancia,

Os não quer tão defraudados

 

É deles a força dos braços,

Deles a rua conquistada,

Deles a vontade e a espada

Na bainha dos cansaços,

 

Deles que o sentem, deles que perdem

Quanto os fizerem pagar,

Mas ninguém pode obrigar

Porque o não querem… nem cedem!

 

 

 

Maria João Brito de Sousa – 30.07.2011 – 15.57h

 

 

 

I`m crazy for::

rematado por poetaporkedeusker às 17:02
link do post | remate | adicionar ao produto final
|
7 comentários:
De poetazarolho a 30 de Julho de 2011 às 17:52
Gente daqui, Gente de mim

Gente de coração
com emoção negada,
Gente com estória
por muitos ignorada,
Gente de luta
sem conquista atribuída,
Gente de trabalho
sem obra reconhecida,
Gente que um dia
de sua Terra partiu,
Gente que numa madrugada
do silêncio emergiu,
Gente que faz pão
de seara moída,
Gente de sabedoria
de uma vida vivida,
Gente que no fado
tem seu destino traçado,
Gente cujo discurso
é seu corpo suado,
Gente daqui, Gente de mim
Gente de todo o lado.


De poetaporkedeusker a 30 de Julho de 2011 às 20:40
:) Voltei! Estou dispensada... até ver. Se for por muito tempo, é bom sinal!
Este seu poema está mesmo muito bom! gostei imenso dele assim, sem obrigatoriedade métrica! Eu, de vez em quando, também escrevo desta mesma forma; sem obrigatoriedade métrica e, por vezes, sem rima nenhuma. Escrevo mais sonetos porque... olhe, nem eu sei porquê! Apaixonei-me por eles em 2007 e tem sido até agora... mas gosto muito de fazer poemas não rimados e tenho alguma pena de não fazer mais do que faço...
Abraço grande! :)


De poetazarolho a 30 de Julho de 2011 às 18:10
O seu está dez vezes mais bonito que o meu, mas também que diabo, cada um no seu lugar. E no final o que importa é a homenagem a esta gente suada.


De poetaporkedeusker a 30 de Julho de 2011 às 19:54
:)) Ora é isso mesmo! afinal eu, praticamente só faço isto! Tenho a obrigação de ter muito mais prática :))
Poeta, não vou poder responder agora o seu poema. Infelizmente adoeceu uma pessoa amiga a quem eu tenho de fazer alguma companhia. Vou tentar voltar ainda hoje! Deixo a net ligada, mas não estarei em casa senão quando a minha presença já não for absolutamente necessária. Até mais logo!


De PaperLife a 31 de Julho de 2011 às 19:29
Eu retrato do nosso país, que de momento vai de mal a pior...
Espero que isto mude rapidamente :/

Excelente poema Maria :)


De poetaporkedeusker a 31 de Julho de 2011 às 22:43
Obrigada, Paper! :) Vim à net acorrer, só para publicar este - no post a seguir - poema que me nasceu quando eu estava a tentar fazer uma pequena pintura para uma amiga. Parece que vêm quando menos esperamos! A pintura ficou por nascer, vê lá tu! Vou só publicá-lo no site de um amigo que me fez uma GRANDE homenagem - ele diz que é pequena... -
e tenho de continuar a tentar produzir qualquer coisa em pintura... não posso ficar pela net até ter este compromisso cumprido. Beijinho!


De PaperLife a 31 de Julho de 2011 às 19:30
* onde se lê "eu" deve ler-se "um" :P


proteste

.OS PORQUÊS...

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
27
28

29
30
31


.posts recentes

. PAPÉIS VELHOS

. HÁ SEMPRE UM MOTOR DE BUS...

. SOLIDÃO

. GLOSANDO UM MOTE DE RAYMU...

. POETANDO

. SEM SAIR DO MEU LUGAR

. O PRIMEIRO ESPINHO

. CINCO QUEDAS POR MINUTO.....

. POR TER SEDE, FUI À FONTE

. CHUVA DE AGOSTO

.ARMAZÉNS DO FUTURO

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.PROMOÇÕES:

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.links

http://www.avspe.eti.br/poesias/MariaJoaoBritodeSousa/Poesias.html http://www.avspe.eti.br/poesias/Sonetilhos.htm

.Remates

.subscrever feeds