.EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...
Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010

CADA POEMA

 

Cada poema

Tem asas de papel nascendo incertas

Como velas rumando à descoberta

Da Ilha de S. Nunca da partida


Quando ressurge,

Muito embora vencido é temerário

Como a luta tenaz de cada operário

Que aspira à igualdade prometida


Onde um termina,

Começa um outro verso inevitável,

Cada um deles gerando um infindável

Rosário das memórias de uma vida…


Cada poema

Tem alma de mulher, corpo de chama

De aonde irrompe a voz que então proclama

O culminar da luz na pele rendida


Cada poema

É raiva, urgência, amor,

Silêncio, grito e voz da mesma dor

Numa explosão domada ou incontida


Cada poema

É mais do que uma inércia, é um transporte,

É eixo, é a matriz deste suporte

Das minhas transgressões de fera ferida


Cada poema

Tem sempre a dimensão de um corpo estranho,

Imensurável, pois não tem tamanho,

Porta-voz da vontade indesmentida


Quando ressurge,

Muito embora vencido é temerário

Como a luta tenaz de cada operário

Que aspira à igualdade prometida


Onde um termina,

Começa um novo verso inevitável,

Cada um deles gerando um infindável

Rosário das memórias de uma vida…

 

 


Maria João Brito de Sousa – 16.09.2010 – 14.38h

I`m crazy for::

rematado por poetaporkedeusker às 15:34
link do post | remate | adicionar ao produto final
|

.OS PORQUÊS...

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
27
28

29
30
31


.posts recentes

. PAPÉIS VELHOS

. HÁ SEMPRE UM MOTOR DE BUS...

. SOLIDÃO

. GLOSANDO UM MOTE DE RAYMU...

. POETANDO

. SEM SAIR DO MEU LUGAR

. O PRIMEIRO ESPINHO

. CINCO QUEDAS POR MINUTO.....

. POR TER SEDE, FUI À FONTE

. CHUVA DE AGOSTO

.ARMAZÉNS DO FUTURO

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.PROMOÇÕES:

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.links

http://www.avspe.eti.br/poesias/MariaJoaoBritodeSousa/Poesias.html http://www.avspe.eti.br/poesias/Sonetilhos.htm

.Remates

.subscrever feeds