.EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...
Sexta-feira, 28 de Agosto de 2015

SÃO TRÊS!

transferir (20).png

 

 

São três, te juro! São três!

Lembro-me bem de os contar,

Um por um, sem me enganar,

E não mais, de cada vez...

Serão pouquinhos, talvez,

Mas não poderão faltar

Àquilo que eu não calar

Quando, em chegando os porquês,

For dito que o português

Não gosta de trabalhar...

 

São três trabalhos! Três galhos

Da poda de cada dia,

Ornando a melancolia

Dos mais gastos, dos já falhos,

Dos que, feitos em frangalhos,

Vivem, só “por simpatia”,

Do que outrém não viveria...

São capachos de assoalhos,

Quais miseráveis retalhos

Do que embolsa a mais-valia...

 

Três formas inconformadas,

Três coisas por recordar

Que terei de desfiar

Em rimas metrificadas...

Questões apenas esboçadas

Que não sei qualificar,

Mas não quero abandonar

Porque estão quantificadas...

Três, nunca identificadas,

Razões pr`a pôr-me a cantar!

 

Três coisas, no masculino...

Trabalhos, sim, estava escrito

E eu, no que escrevo, acredito,

Não tenho falta de tino!

Mas... três razões sem destino,

Dão nos três nadas que cito,

Não me parece bonito

Meter-me em tal desatino...

Decerto não desafino,

Mas... cantar sem ter um fito?

 

São três memórias perdidas,

Coisas sem-pés-nem-cabeça,

Razões colhidas à pressa

Dos campos e avenidas,

Da minha... ou das vossas vidas,

Como quem passa, tropeça,

Nem nota e perde uma peça...

Três me ficaram caídas,

Três me instigam: Recomeça!

(... mais três promessas traídas!)

 

Maria João Brito de Sousa - 28.08.2015 - 17.57h

 

 

NOTA - Estive, mais uma vez, um longo período sem acesso à net e decidi aproveitá-lo para pôr um pouco de ordem nos meus desordenados ficheiros Word.

Foi por mero acaso que encontrei, apenas esboçadas, as duas primeiras décimas deste poema e logo me propus dar-lhes continuidade, porém... como reconstruir a ideia inicial, o "leitmotif" deste poema em décimas, se o título era tão estranho e tão ambíguo? Não me foi possível recordá-lo, apenas deixei que os dedos fossem clicando nas teclas ao sabor do que me ia ocorrendo enquanto tentava evocar tanto o que me fizera iniciar , quanto o que me obrigara a esquecer estas duas décimas a que faltava - e falta ainda... - o sentido...

 

 

 

 


rematado por poetaporkedeusker às 23:14
link do post | remate | adicionar ao produto final
|

.OS PORQUÊS...

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
28
29
30


.posts recentes

. SOLIDÃO

. GLOSANDO UM MOTE DE RAYMU...

. POETANDO

. SEM SAIR DO MEU LUGAR

. O PRIMEIRO ESPINHO

. CINCO QUEDAS POR MINUTO.....

. POR TER SEDE, FUI À FONTE

. CHUVA DE AGOSTO

. PERPETUUM MOBILE

. COM MEUS VERSOS...

.ARMAZÉNS DO FUTURO

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.PROMOÇÕES:

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.links

http://www.avspe.eti.br/poesias/MariaJoaoBritodeSousa/Poesias.html http://www.avspe.eti.br/poesias/Sonetilhos.htm

.Remates

.subscrever feeds