.EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...
Quinta-feira, 22 de Maio de 2014

NATUREZA MORTA

(Décimas em verso eneassilábico)

 

 

Ficou preso no vaso bojudo

Do silêncio de uns sonhos quaisquer

E se, às tantas, nem sabe o que quer,

Está sozinho, sem arma, nem escudo,

Porque já se afastou, sobretudo,

Do fascínio de ousar entender

Qu`el´há sempre uma escolha a fazer

E nem sempre há canções de veludo

A brotar das palavras que eu mudo

Ao sabor do que entenda dizer,

 

Mas aceita! Talvez nunca entenda,

Ou, quiçá, venha a ser vitimado

Pelas chamas de um fogo ateado

Por quem queira acender tal contenda,

Ou quem tente acusar quem defenda

Que um direito se quer conquistado

E bem  pouco me importa o cuidado

C`os melindres daquel`que se ofenda

Ou, não qu`rendo assumir, nunca aprenda,

Mas se sinta atingido ou visado!

 

Sai do vaso doirado, indif`rente!

Vê que a terra se move e, sem ti

Que mal sabes dizer se és daqui,

Tanto mar, tanta voz, tanta gente

Que não cala e que nunca consente,

Verá tudo o que eu digo que vi

Nas palavras que agora escrevi

Desmentindo a postura indigente

Que não é - nem foi nunca! – inocente

Pois confirma o que agora senti!

 

 

Maria João Brito de Sousa – 22.05.2014 – 15.20h

 

NOTA - Este blog tem sido exclusivamente dedicado à poesia em redondilha maior. Abro uma excepção para estas décimas que, em vez da habitual redondilha, me surgiram em verso eneassilábico.

 

 

I`m crazy for::

rematado por poetaporkedeusker às 17:06
link do post | remate | ver remates (2) | adicionar ao produto final
|
Terça-feira, 6 de Maio de 2014

UM "CANTO" AO PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

 

Poema rubro e disperso,

És razão, discernimento,

Compulsão, frustrado intento

De tudo dizer num verso

Que, não tendo cama ou berço,

Medos nem constrangimento,

À v`locidade do vento

Crias teu próprio universo

E, sem tornar-te perverso,

Me tornas mero alimento,

 

Não sei porque te amo assim,

Da maneira apaixonada

Que transforma tudo e nada

Numa parcela de mim

E, mesmo perto do fim,

Escrever-te e sentir plasmada,

A vermelho debruada,

Cada flor do meu jardim

Como se, em vez de alecrim,

Fosse em cravos transmutada

 

E, assim, fizesse sentido

Tudo aquilo que vivi

Ou fosse apenas por ti

Que eu tivesse acontecido

E o que por mim foi vivido

Me ditasse o que escrevi

Desde o dia em que nasci,

Ou me houvessem garantido

Que um canto, a este Partido,

Mo diria, só por si…

 

 

Maria João Brito de Sousa – 06.05.2014 – 14.51h

I`m crazy for::

rematado por poetaporkedeusker às 21:01
link do post | remate | adicionar ao produto final
|

.OS PORQUÊS...

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A CEIA DO POETA II

. PRIMAVERA

. APOGEU POÉTICO AVL

. SECAR-TE O PRANTO - Décim...

. PLANO B

. FELIZ NATAL!!!!

. DE JUBA NEGRA A ESFREGONA

. APOGEU POÉTICO AVL

. REPENTES...

. SONETILHO COM VISTA PARA ...

.ARMAZÉNS DO FUTURO

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.PROMOÇÕES:

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.links

http://www.avspe.eti.br/poesias/MariaJoaoBritodeSousa/Poesias.html http://www.avspe.eti.br/poesias/Sonetilhos.htm

.Remates

.subscrever feeds