.EIS AS MONTANHAS QUE OS RATOS VÃO PARINDO

por muito pequenos que pareçam ser... NOTA - ESTE BLOG JAMAIS SERVIRÁ CAFÉS! ACABO DE DESCOBRIR QUE OS DOWNLOADS SE PAGAM CAROS...
Sexta-feira, 14 de Maio de 2010

EU E O SEM ABRIGO

 

Eu vejo,

Eu vejo e não digo,

Não digo nada a ninguém,

Um pobre e velho mendigo

Que não diz nada, também.

 

A cada dia que passa,

Mais pobre fica… envelhece,

No velho fato que esgaça

De um tempo que nunca esquece.

 

Já foi jovem,

Já foi rico – talvez só remediado –

Um dia teve um emprego

E hoje, velho e reformado,

Uma bengala de cego.

 

Nasce algum ressentimento

De lhe ver, em cada dia,

Marcas desse sofrimento

Que a ninguém desejaria.

 

Identifico-me, eu sei…

Mas num tempo em que era” rica”

Também me identifiquei

E, se quem me lê, critica

 

Pois tanto lugar-comum,

Tanto dizer que lamento

Não lhe quebra esse jejum,

Nem o tira do relento…

 

Talvez devesse, talvez…

Talvez devesse calar-me,

Não me impor tantos porquês

Que nunca irão ajudar-me…

 

Mas, se o senti, está sentido 

E em verdade vos digo;

Antes fora empedernida!

Antes tivesse mentido…

Não fosse ele um sem-abrigo,

Tivesse ele opção de vida!

 

 

Maria João Brito de Sousa – 10.05.2010

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

I`m crazy for::

rematado por poetaporkedeusker às 11:13
link do post | remate | ver remates (2) | adicionar ao produto final
|
Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

3D

 

Momentos são a medida

Do comprimento dos anos

Na situação convertida

À dimensão que habitamos.

 

A largura, essa, depende

Do que o momento nos diz…

Pequena, se estás contente,

Ou imensa, se infeliz…

 

Mas a altura não se mede

Em palmos nem em momentos!

Quão mais alto fores, mais pede

Larguras e comprimentos…

 

Maria João Brito de Sousa

09.05.2010 – 18.53h

 

 

 

I`m crazy for::

rematado por poetaporkedeusker às 11:27
link do post | remate | adicionar ao produto final
|
Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

PASSATEMPO...

 

Passam segundos, minutos,

Passa o Tempo entre canseiras

E se, ao passar, deixa frutos,

Leva-nos vidas inteiras…

 

Passa por mim, Tempo, passa,

Espalha as sementes dos dias

E deixa-me, em troca, a graça

De ir espalhando a Poesia…

 

Passa Tempo. Eu não me oponho

Ao ritmo que me impuseste;

Por cada instante de sonho

Torno-me eu menos agreste!

 

Passa sorrindo ou chorando,

Com sol, sem sol… sempre há lua!

Passa por mim que, sonhando,

Te vejo como uma rua…

 

Uma rua inacabada

E na qual tu, morador,

Constróis, cada madrugada,

Castelos em teu redor…

 

Deixas pedras no caminho

Mas sempre foram as pedras

Que sustentaram os ninhos

Mesmo provocando quedas…

 

Passa, Tempo, porque a vida

Também dependi de ti…

Estavas lá – não estou esquecida! –

Nesse dia em que nasci…

 

Passa por mim, Tempo, passa,

Espalha as sementes dos dias

E deixa-me, em troca, a graça

De ir espalhando a Poesia…

 

 

 

 

 

 

 Maria João Brito de Sousa - 09.05.2010

 

I`m crazy for::

rematado por poetaporkedeusker às 12:20
link do post | remate | adicionar ao produto final
|

.OS PORQUÊS...

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

14
15
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. O "SONHO" AMERICANO

. HAJA PACIÊNCIA

. FÁBULA (quase) HUMORÍSTIC...

. TROCADILHO III

. SEM TÍTULO

. AS DUAS METADES

. ... NO ENTANTO, MOVO-ME!

. PROFILAXIA (Anda bicho no...

. SEM PALAVRAS

. WALDEINSAMKEIT

.ARMAZÉNS DO FUTURO

. Agosto 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.PROMOÇÕES:

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

. Novidades a 13 de Dezembr...

. LIMPAR PORTUGAL

. Ler dos outros... (cróni...

.links

http://www.avspe.eti.br/poesias/MariaJoaoBritodeSousa/Poesias.html http://www.avspe.eti.br/poesias/Sonetilhos.htm

.Remates

.subscrever feeds